Garota Indecisa

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares #1 - Ransom Riggs

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares #1 Autor(a):  Ransom Riggs
Nro Páginas: 336
Editora: Leya
Classificação: ★★★★★ (03 estrelas)

Sinopse:
Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares", um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante.
Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares.
Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares: elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo... E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas.
Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época, "O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares" vai deliciar jovens, adultos e qualquer um que goste de uma aventura sombria.

Alguns meses atrás fui nas Lojas Americanas e vi vários livros pela metade do preço e mesmo odiando livro com capas de filmes acabei comprando, afinal eram R$10,00 não podia deixar passar.

Assim que comprei fui primeiro ver o filme e gostei, nada de muito extraordinário mas gostei assim as chances de eu gostar mais do livro seriam maiores.
Geralmente o filme não é igual o livro e é bem pior, mas nesse caso a diferença do filme para o livro é gritante, se eu não tivesse assistido Death Note antes de fazer essa resenha eu diria que está foi a pior adaptação que eu já vi mas isso não vem ao caso pois eu não sou boa para ser crítica de filmes (assisto sempre que passa Lanterna Verde, Dragon Ball e Speed Racer) vamos a resenha do livro de fato.

Jacob é um garoto bem recluso e possui apenas um amigo Ricky e é apegado a seu avô Abraham, que contava diversas e incríveis histórias da época em que ele era jovem e vivia em um orfanato para Crianças Peculiares no pais de Gales na época da Guerra Mundial e dos diversos monstros que existiam. 
Claro que com o tempo tais histórias acabaram se tornando apenas fantasia para Jacob e ele deixa de acreditar e até mesmo acaba se distanciando de seu avô Abe.

Um dia Jacob acaba recebendo uma ligação de seu avô avisando que os Monstros o encontraram, mesmo achando que não existe monstro nenhum ele corre para a casa do avô pois acredita que o mesmo encontra-se débil, mas acaba encontrando apenas a casa revirada, um vulto no escuro e seu avô a beira da morte, que em suas últimas palavras apenas pede para que Jacob encontre a Ilha.

Após a morte de Abe Jacob começa a questionar o que realmente é esta Ilha, o que era aquele vulto, como o avô realmente morreu e se Monstros e a Ilha realmente existem, mas somente no seu aniversário é que ele finalmente decide ir em busca de respostas, e sabe que só pode encontrá-las na Ilha.

O livro é narrado por Jacob que para mim é um tremendo adolescente chato, me irritou em várias partes do livro, a narrativa é cheia de detalhes e algumas chegaram a ser cansativas. É um livro de fantasia e a forma como Jacob lida com isso ou é muito cético ou então acaba acreditando rápido demais, acabei ficando confusa com  a forma que Jacob vê e encarra certas coisas.

O livro chama a atenção por suas fotografias pitorescas muita das vezes medonhas e bizarras em várias páginas, todas em preto e branco e por suas personagens tão autênticas e peculiares.

O ambiente que o autor criou é muito bom, você consegue sentir uma vontade imensa de visitar a Mansão da Sra peregrine e conhecer todos os jovens moradores de lá, porém conforme o livro vai se desenvolvendo a leitura acaba dando uma esfriada, a escrita do autor continua boa mas é cheio de mistérios, tanto mistérios que deixou várias pontas soltas.

Cada morador tem sua peculiaridade e eu acredito que muito deles deveriam ser melhor explorados, o livro focou muito na Emma que acaba se tornando o interesse amoroso de Jacob, o romance dos dois não me encantou de forma nenhuma, os dois são chatos separados e juntos são piores. Existem vários outros que são peculiares fantásticos como Horace, Millard, Enoch e Hugh que não tem tanto destaque como poderiam ter, senti falta de mais ação e aventura envolvendo eles.

Os vilões sao bem fracos, foi criado um suspense tão grande em volta deles para no final não termos um vilão digno de colocar medo.

O livro é apenas bom, pois é notável o talento do autor mas parece que ele não pesou a mão como deveria, a sinopse, as fotos, tudo indicava um livro de pura aventura e suspense cheio de emoções para deixar o coração saltando mas ele não teve este efeito de forma alguma, ele é apenas um bom livro cheio de detalhes e personagens muito bons.

Quero muito ler os próximos livros pois quero saber como esta estória termina porém acredito que vou ler com um pé atrás pois a maioria das resenhas passam a ideia de um livro maravilhoso, de uma narrativa envolvente mas que para mim acabou sendo apenas uma ótima leitura onde eu esperava que fosse entrar para a minha lista de melhores livros do ano que no fim não aconteceu.

E vocês leitores, já leram? acharam maravilhoso ou apenas bom?
Quem já viu o filme gostou também ou esperava mais?


Socrates in Love - Kyoichi Katayama


Socrates in Love (O amor sobrevive ao tempo)
Autor: Kyoichi Katayama
Páginas: 192
Editora: JBC
Volume único
Classificação: ★★★★★ (03 estrelas)


O mangá é uma adaptação do best-seller "Um grito de amor do centro do mundo" escrito por Kyoichi Katayama que ainda não tive o prazer de ler.

O mangá é de volume único e foi lançado pela JBC Editora em 2007 e depois relançado em 2015( e não me engano)  mas só consegui ler este ano.
Ele conta o romance de Aki e Sakutaro desde o início. Aki e Saku são totalmente diferentes um do outro e por isso formam um casal perfeitamente imperfeito.
O começo é uma tragédia, então a maior parte do mangá é um grande FlashBack de como Aki e Saku começaram a sua amizade, sua cumplicidade, se envolveram, descobriram o amor e lidam com seus problemas e tragédias durante o cotidiano.

O mangá foi basicamente isso: uma montanha russa de emoções e sentimentos e mesmo sabendo o final acabamos torcendo pelo casal desde o começo.
Os dois são muito novos e por conta de uma triste notícia precisam se adaptar com uma nova realidade e encontram forças um no outro.

Saku é um rapaz tão inocente chegando a ser bobo, meigo e completamente apaixonado, eu fiquei com o coração na mão a maior parte da leitura, ele vive com o avô que sempre o apoia, a cumplicidade entre eles é tocante, mesmo não aceitando algumas ações do avô Saku acaba embarcando nas aventuras e doideiras do avô por amor. A relação dos dois é muito bonita e muito pouca explorada, pois é nítido que os avos dele tiveram uma bela história de amor.
Já Aki é fofa ao extremo e não esconde o amor que sente por Saku em momento algum e apesar de bem nova se mostra muito madura durante toda a relação.
Os dois aprendem muito um com o outro e crescem muito juntos.

Apesar do fim trágico eu gostei muito do final, pois ele acaba mostrado um pouquinho do futuro de Saku e achei essa deixa bem bacana.

O romance nasceu quando o escritor japonês Kyoichi Katayama, ao ler um livro de filosofia, deparou-se com a frase: o amor é uma forma de violência que obriga as pessoas a pensarem. Intrigado, ele decidiu criar uma história que simbolizasse a idéia. O livro mais vendido do Japão virou mangá e o sucesso de venda se repetiu, tanto no Japão quanto nos Estados Unidos. O enredo é tão forte e cativante que emocionou até a desenhista Kazumi Kazui que, a partir da metade da história, criou todos os desenhos com os olhos cheios de lágrimas. (Fonte Skoob)
Como já li Orange um outro mangá também bem dramático, achei este um pouco fraco, acredito que por ser apenas um volume algumas coisas ficaram jogadas e foram pouco aproveitadas, tudo aconteceu rápido demais por isso quero muito ler o livro pois acredito que conseguirei chorar de verdade, haha! xD mas em resumo é um bom mangá e eu recomendo sim.

A edição é impecável apesar de ser um mangá ele possui até orelhas e impresso em papel offset para quem adora mangás não pode deixar de ter na estante.

Resenha: The Wedding Eve - Hozumi


Intagram @tamitiburcio
Resenha de hoje vai ser um pouco diferente, apesar de amar e colecionar alguns eu quase nunca falo ou faço resenhas de mangas por por aqui, mas este vale a pena ser compartilhado com vocês.
Ano passado a Panini lançou  um no gênero Josei, como eu amo Shoujos e mangás e nunca tinha tido a oportunidade de ler um Josei antes, logo fui atrás do meu.











Josei (Wikipedia): Enquanto revistas(mangás) para meninas são chamadas de shōjo( AMO <3), para meninos são chamadas de shōnen, e para homens Seinen. O Josei é um amadurecimento do shōjo. São geralmente histórias da vida adulta com foco no cotidiano feminino, mostrados de forma mais realista, enquanto os mangás shōjo apresentam romances idealizados.
‘The Wedding Eve’ (Véspera de Casamento, ou Shiki no Zenjitsu, no original) da autora Hozumi foi lançado originalmente pela primeira vez em 2012 e possui um volume único que reúne 6 histórias distintas, também conhecidas como One-shots.

Novidade: Inscrições abertas para o envio de textos - "PILARES ETERNOS - CONTOS FANTÁSTICOS"

"Até 30 de abril de 2017, a Andross Editora estará recebendo contos fantásticos para publicação no livro PILARES ETERNOS”
  
A Andross Editora está recebendo contos fantásticos para publicação no livro "Pilares Eternos - Contos fantásticos”, a ser lançado em outubro de 2017 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 30 de abril de 2017.

 
Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site do prêmio.
 
Prêmio STRIX

SINOPSE DO LIVRO:
Toda a História foi construída em cima de mitos e lendas extraordinárias, capazes de entreter, ensinar e aterrorizar a humanidade. O insólito e o fantástico são os pilares que sustentarão eternamente a necessidade do homem de contar.



SERVIÇO: 
Livro: “Pilares Eternos - Contos fantásticos” 
Organização: Paola Giometti
Envio do texto: até 30/04/2017
Lançamento: Outubro de 2017 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora



 

Novidade: Os espinhos de uma rosa

Dia de novidade pessoa, que tal já começar o ano com uma leitura super apaixonante? Então fica essa dica bem amorzinho do novo livro da Priscila, lançado apenas em e-book o que ode ser bem ruim ( pra mim que não gosto muito) mas ótimo para outros já que o feriado é no final de semana, todos que forem viajar vão enfrentar um pouco de trânsito e demoradas transições, sendo assim da para ir lendo dentro do carro no trânsito lento, no avião ou no aeroporto lotado.



Quando Marla Bianchi vê seu grande amor trocá-la por outra, decide que precisa preencher o buraco em seu coração deixado por Pedro, há cinco anos. Mas a veterinária não tem sorte no amor! Indo de encontro em encontro, após um relacionamento abusivo, tudo o que ela consegue é colecionar feridas e roupas encalhadas no guarda-roupa. É quando um belo fotógrafo se muda para o seu prédio e ela descobre ser sua vizinha de porta. O que ela não sabia, é que Benjamim iria mudar a vida dela para sempre!
Neste mesmo prédio, vive Souza, um rabugento veterano de guerra, que guarda em seu coração os traumas da batalha e é assombrado pelas memórias de uma jovem italiana que acredita não ter conseguido salvar.
Emoções, segredos revelados e esperança de recomeços podem alterar o rumo da história dos três, mas até as melhores pessoas têm pendências com o passado.


Para conhecer mais sobre o livro, curiosidades, personagens e a playlist apaixonante, acesse o site:
Site Priscila Reis


Compre: Na Amazon

Novidade : A noiva devota (Família Hallinson Livro 2)

Olá !
Faz tempo que não trago novidades, ainda mais de uma das minha autoras favoritas!
Quem se lembra de A montanha da Lua e da nossa querida Mical e Octavio Maravilhoso Hallinson <3
Enfim... a Mari lançou um novo livro que é quase a continuação, mas com novos personagens e tem tudo para ser uma maravilha e para nos fazer matar a saudades dessa família sedutora! <3
confiram:

A noiva devota
Livro 2 da coleção Família Hallinson
Livro digital: A noiva devota
Sinopse:
Nascer um Hallinson jamais foi tão promissor como em sua geração, no entanto, carregar esse sobrenome era ao mesmo tempo uma dádiva e uma maldição para os herdeiros do amor lendário de Mical e Octávio. Tudo porque Madascocia tornou-se a cidade do casal que venceu uma maldição. Muitos curiosos passaram a visitá-la em busca de felicidade, amor eterno, casamentos duradouros e a solução para seus dilemas. Além das inúmeras superstições como passar pela sombra de um Hallinson; lançar cartas ao rio Llyin que corta a Mansão de Bousquet; as donzelas e matriarcas almejavam matrimônio com um dos jovens herdeiros.
Tentando adiar ao máximo esse desfecho, Samuel prolongou os estudos, mas, a saudade de uma donzela o faz retornar para casa antes do previsto.
É em um baile que todos os seus planos de a cortejar ruem. Flagrado em uma situação comprometedora, vê-se obrigado a se casar.
Ela sempre soube como se esconder da sociedade, como passar desapercebida entre as pessoas e não chamar atenção. Não que fosse complicado, ela era a mais nova das filhas, a menos formosa de sua casa. A que nasceu com uma ofensiva deficiência. Por acreditar que jamais seria notada, Rosalina guardou um grande segredo: seu amor por Samuel Hallinson. O que ela não esperava era cruzar o caminho do rapaz em um dos momentos mais constrangedores de sua vida e mudar seus destinos bruscamente.

“Irresistível até a última página! Um único sorriso foi o que bastou para cair de amores por Samuel e, no final, tudo o que eu mais queria era poder ser parte dos Hallinson”.
Carol Ordonha – Blog Livros e Versos

"Divertida e apaixonante! Rosalina foi uma das personagens que mais me conquistou na literatura".
Nathália Simião – Blog Pobre Leitora

Eu ainda não li, mas não vejo a hora de ler, e pelos comentários tem tudo para ser outra das minhas leituras favoritas!

Resenha: Bruxos e Bruxas - James Patterson


Bruxos e Bruxas (Witch & Wizard #1)
James Patterson e Gabrielle Charbonnet
Skoob
Ano: 2013
Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
Fantasia / Literatura Estrangeira / Romance

Sinopse:
Em pleno século XXI, os irmãos Allgood, With e Whisty são arrancados de sua casa no meio da noite e jogados na prisão, acusados de bruxaria. Vários outros jovens como eles foram sequestrados, presos e outros desapareceram.
Tudo isso acontece porque o mundo foi comandado por um novo governo "Nova Ordem", que acredita que todos os menores de dezoito anos são suspeitos e que praticam bruxaria. Quem comanda a N.O é O Único Que É O Único, e seu objetivo é tirar tudo que faz parte da vida de um adolescente normal, livros, música, arte, comandar o mundo e desvendar todos os segredos da magia.
Qualquer forma de protesto contra a N.O será punida com muita rigidez e tortura, até que a pessoa possa completar dezoito anos, e assim ser condenado a morte.
A missão dos irmãos Allgood é livrar o mundo desse novo regime e resgatar seus pais desaparecidos. Mas será que eles conseguirão enfrentar a Nova Ordem, salvar todos dessa tortura e encontrar seus pais?

Bruxos e Bruxas é o primeiro livro da série com o mesmo nome, de James Patterson.
Ganhei este livro no final de 2013, li dois capítulos e foi o suficiente para que eu abandonasse o livro por quase 3 anos, somente esta semana decidi dar uma nova chance e começar de novo a leitura e para minha surpresa finalizei o livro em apenas dois dias.
Meu gosto literário muda constantemente, acredito que seja por isso que tenho tantos livros parados na estante, o importante é sempre voltar a antigas leituras.

Na Bienal me falaram que James Patterson era magnífico, um dos melhores e como eu só tive uma experiência com ele e não tina sido boa não arrisquei comprar nada do autor, e me arrependo muito, pois o autor é realmente maravilhoso.

Bruxos e Bruxas foi uma leitura de amor e ódio, pois ao mesmo tempo que amava eu sentia raiva dos personagens.
O livro começa com um situação de tensão e bem agoniante, uma execução publica. E logo nos próximos capítulos o livro volta no tempo para que possamos entender como foi que os personagens chagaram aquele ponto.

Em uma noite aparentemente normal, os irmãos  Whitford Allgood e Whisteria Allgood são violentamente acordados por guardas e levamos para a prisão sob a acusação de praticar bruxaria, mas eles não são os únicos, milhares de crianças e adolescentes  também são considerados suspeitos e presos, a diferença é que Wisty e Whit são considerados altamente perigosos. E para piorar ambos não fazem ideia do que esta acontecendo e por que estão sendo acusados, pois até onde eles sabem são apenas adolescentes normais.

O mundo está um casos, qualquer um menos de 18 anos é considerado perigoso pelo simples fato de pensar, afinal a Nova Ordem esta no poder um governo autoritário e ditador que é contra a arte, cultura, musica e liberdade de expressão.
Os dois são levados ao Reformatório da Nova Ordem onde devem ficar presos em condições muito precária, até que aguardam julgamento, já que execuções só são realizados ao completar 18 anos, Wisty ainda tem 15 anos mas Whit tem apenas alguns dias de vida já que completará 18 anos em breve, e é assim que começa a corrida dos dois para conseguir entender de fato como a magia que eles possuem funciona e fugir o mais breve possível.



" Eles são a Lei e eles são a Ordem, amigos. Eles são Os Únicos que nos colocaram aqui e são Os Únicos que decidem o que fazer conosco.”
O que me irritou muito foi que logo no começa Wisty demonstra possuir dons mágicos, no dia de sua captura a garota pegou fogo, e no dia que foram jogados em suas celas imundas, ela simplesmente brilhou. O que me irritou foi como ela simplesmente não aproveita isso em diversos momentos para se salvar, em varias ocasiões seus poderes são libertos e eles perdem a  oportunidade de usá-los e fugir.

A trama fica cada vez maior e a cada capítulo mais mistérios são inseridos, O Unico que é o Unico é a unica voz que tem total autoridade e ele tem um interesse muito grande nos dois irmãos, então além de se manterem a salvo, eles acabam entrando em uma guerra contra a nova Ordem e de brinde liderando e salvando várias crianças ao longo do caminho.

Os capítulos são intercalado entre Wisty, uma bruxinha de cabelos ruivos de pavio curto e com uma língua afiada e Whit seu irmão barriga de tanquinho do sorriso encantador, que apesar de ser um bom personagem não tem tanto destaque, os seus poderes são poucos explorados e pouco usados e ele fica em segundo plano quase o livro todo, outro ponto que me incomodou, era nítido que o personagem tinha muito potencial mas infelizmente não são usados, ele é um bom líder, é seguro e compreensivo, além de ser desempenhar o papel de irmão mais velho de um jeito super bacana sem ser aquele chato sufocante, ele confia e acredita em Wisty e não tem aquela "melação" de sempre em cenas trágicas.

No final o livro foi uma ótima surpresa, não posso dizer que gostei muito do final, já que as duvidas continuaram no ar, mas como a série possui mais 3 livros acredito que eles serão revelados nas próximas edições.

Além disso quero ler todos os outros títulos da série e do autor também, pois sua escrita é simplesmente maravilhosa e tudo aquilo que todos comentam sim.